(66) 3532-2778 / (66) 3531-5249

História da Escola


Data: 14 de agosto de 2018

HISTÓRICO DA UNIDADE ESCOLAR, PATRONO, PERÍODO DE FUNDAÇÃO E ASPECTOS LEGAIS

 

A Escola Estadual Prof.ª Edeli Mantovani iniciou suas atividades no primeiro semestre de 2003, primeiramente como extensão da Escola Estadual Paulo Freire, com salas anexas instaladas provisoriamente na Escola Municipal Violetas, e depois, no início do ano de 2004, funcionou na Escola Municipal Rodrigo Damasceno (antiga escola União), funcionando somente no período noturno e atendia aproximadamente 280 alunos, com a secretaria e direção em uma sala anexa a Assessoria Pedagógica de Sinop-MT.

Na gestão da Diretora Elisete de Almeida Ataíde e Secretário Claudino Luís Kamchen, dirigentes da Escola Estadual Paulo Freire, observaram a necessidade de uma nova escola devido à grande demanda de alunos. Com isso, no dia 26/05/2003 a Assessora Pedagógica de Sinop professora Silvia Inês Kuh encaminhou ao Secretário de Estado de Educação o pedido de criação da escola. O chefe de gabinete Profº Helmut Forte Daltro, por ordem do Secretário de Estado de Educação, encaminhou o processo de criação da escola já denominada como Escola Estadual Professora Edeli Mantovani no dia 07/07/2003.

Por indicação da comunidade escolar junto a Assessoria Pedagógica de Sinop o nome da professora Edeli foi aceito como patronesse da Escola. A professora foi uma das pioneiras na educação em Sinop, lotada na Escola Estadual Nilza de Oliveira Pipino em 01/08/1979, onde trabalhou até o dia em que faleceu, vítima de acidente de trânsito em 27/07/1984 com 31 anos.

A Escola Estadual Professora Edeli Mantovani, foi criada pelo Decreto nº. 2.679 de 03 de março de 2004, conforme publicação no Diário Oficial de 11/03/2004, página 02 pelo então governador Blairo Maggi e secretária de Educação Sra. Ana Carla Luz Borges Leal Muniz.

Aos 18 dias do mês de maio de 2004: pais, alunos, e professores reuniram em assembleia geral para elegerem seu primeiro Conselho Deliberativo Escolar e dar prosseguimento aos registros normativos para regular seu funcionamento. Constituiu-se então os seguintes conselheiros fundadores: No segmento Professores Sandra Coelho Maciel, Jéferson Luís de Paula, Luciano André, Nei Ramos de Faria; no Segmento Pais: Domingos Trivizoli, Maria Ferreira Lima, Icléia Gislaine da Silva, Leila Hothovolpho, Isabel Nune, e Telma Cardoso da Silva; que elegeram para presidir o conselho: a Mãe Icléia Gislaine da Silva, tesoureira: a Mãe Leila Hothovolpho e secretária do conselho: professora Sandra Coelho Maciel, registrou-se pelo CNPJ 06.321.361/0001-16.

A comunidade da escola Profª Edeli Mantovani recebeu contribuições importantes de alguns personagens durante a sua história. Dentre eles, podemos destacar como profissionais fundadores:

  • Sílvia Inês Kuhn, Assessora Pedagógica de Sinop durante a fundação da escola;
  • Icléia Gislaine da Silva, primeira Presidente do CDCE – Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar, 2004 – 2006;
  • Rosana Barros Santana, a primeira diretora da escola, gestão 2004 – 2005;
  • Maria Geruza Silva Pradela, a primeira Coordenadora Pedagógica, gestão 2004 – 2009;
  • Carmem Gonçalina Proença de Oliveira, no período de 2004 à 2005 em que foi cedida pela Escola Estadual Paulo Freire, onde era Técnica Administrativa Educacional (TAE), 1ª Secretária da Escola;
  • Terezinha de Jesus Jardim, primeira Técnica de Nutrição Escolar, cedida da Escola Estadual Enio Pipino 2005 – 2010;
  • Reginaldo Daniel Soares, o primeiro vigia da escola, 2004 – 2006;
  • Sonia da Silva Siqueira, 1ª Técnica de Manutenção Infraestrutura Escolar (Limpeza) 2004 – 2007
  • Professores Fundadores: Carlos Jose De Oliveira; Dejair Constantino; Dinorah Pericin Esprendor; Fernanda Silveira Vaz; Gilson Schabarum; Jane Palma Mazzotty; Jeferson Luis De Paula; Jose Antonio Coelho Junior; Laura Elza Gonçalves e Luciano André. Admitidos em 13/02/2004.

Hoje a escola, organizada em especialidade de ensino, dimensionada para atender a comunidade na Educação Básica, na modalidade Escola Ciclada e atuando com os três últimos anos do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Médio Integrado Profissional em Informática, em conformidade com a LDB n. 9394/96 e a Lei Complementar n. 49, de 1º de outubro de 1998, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Ensino de Mato Grosso, no que se refere ao capitulo da modalidade de Educação Básica.

Ao longo destes anos foram ofertados a comunidade diversas modalidades de ensino e funcionamento dos cursos como:

  • Credenciamento da Escola: 016/2006 CEE/MT.
  • Educação Infantil: Autorizada pela Resolução nº 024/2006 CEE/MT.
  • Supletivo noturno EJA, para jovens e adultos, 2º segmento do Ensino Fundamental pela resolução nº 096/2008 – CEE/MT.
  • Ensino Fundamental e Ensino Médio Regulares: Autorizada pela Resolução nº 024/2006 CEE/MT e Portaria 447/2010 CEE/MT.
  • Ensino Médio Profissionalizante Integrado Informática. O Ensino Médio Integrado foi credenciado pela Portaria n 014/2009 CEE/MT. Renovado pela Portaria nº. 056/2012-CEE/MT.
  • Ensino Fundamental e Ensino Médio: Autorizada pela Resolução nº 024/2006 CEE/MT; Portaria 447/2010 CEE/MT e Educação Básica está pelo ATO N°. 795/2014 CEE/MT.
  • Cadastro no INEP sob nº 51092760.

A comunidade escolar cresceu e ganhou independência. Seus membros sonharam uma nova escola, que por fim, ganhou sede própria. Em uma área de 8130,30m2 denominada quadra 17, situada no Jardim São Paulo, sob registro nº R-02-14.108, livro nº 02, do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Sinop. Esta área foi doada pelo Município de Sinop, na gestão do prefeito Sr. Nilson Leitão ao Estado de Mato Grosso, recebido pela Lei 8.784/2007 MT, conforme memorial descritivo no processo 122.236/2007 PDE.

Com recursos do PNDE – Programa Nacional de Desenvolvimento da Educação o projeto inicialmente foi orçado em R$ 2.407.871,18 milhões com cronograma de entrega anunciado pela Secretária Ana Carla Muniz em abril de 2006.

A obra efetivamente se iniciou no dia 08/03/2006 e recebeu a dedicação pessoal do professor Amorézio Coelho de Souza, durante a construção da escola, verificando e monitorando para que cada canto tivesse acabamento de primeira, fez com que a obra mantivesse dentro do cronograma que foi concluída em dezembro do mesmo ano.

Com alguns ajustes no projeto original, a obra foi entregue oficialmente pelo Governador Blairo Maggi em 02/06/2007, embora a construção já estivesse pronta em dezembro 2006, com um custo total de R$2,46 milhões e capacidade de atender até 2200 alunos nos três turnos.  Hoje esta moderna instalação, com amplo espaço interno e externo, atende mais de 1600 alunos nos três períodos de funcionamento.

Nestes 14 anos de criação, tivemos como segundo diretor o Professor Amorézio Coelho de Souza, 2006-2007; reeleito para um novo mandato, 2008-2009. A terceira Diretora eleita foi a Professora Janaina Schweitzer Chitolina, 2010-2011, que foi reeleita para um outro mandato no período de 2012 à 2013. No final do ano de 2013, o Professor Amorézio foi novamente eleito 2014-2015 e reeleito seu 4º mandato 2016 e 2017, que foi prorrogado por mais um ano 2018, por Decreto Governamental. Neste período a Gestão acadêmica da secretaria escolar esteve a cargo da TAE Andreia Lobo Moreira 2007-2018.

 A estrutura física da escola com 21 Salas de aula, 02 laboratórios de informática, foi reforçada no ano 2010 com a construção de mais 5 laboratórios EMI, sendo: 01 de Informática, 01 de Ciências da Natureza e Matemática, 01 Laboratório Humanas, 01 Químicas, 01 laboratório de Biologia, destinados a profissionalização do Ensino Médio, com investimento inicial de R$ 311,703,89, conforme concorrência pública nº 006/2010, anexos I dos TR nº 078/2010. A escola conta ainda com: 01 Laboratório de Artes; Quadra Poliesportiva Coberta, Biblioteca, Sala de Recursos, Sala para Professores, Sala para Planejamento Pedagógico, Coordenação Escolar, Secretaria Pedagógica, 02 Almoxarifados, 01 Cozinha, 01 Refeitório, 01 Praça, Jardinagem, Estacionamento para bicicletas, Diversos Conjuntos de Banheiros.

 A arquitetura e o projeto estiveram sob os cuidados dos engenheiros:  Daniela Medeiros Lemes Lucas, Crea 9374 D/MT, Hugo Szczyplor Crea 2908/D-MT e Nelsi Carvalho Crea 1657/D-MT, e construído pela Construtora TILLO – Construções e Serviços LTDA e Construtora Lindoia, Ordem Serviço.

A Escola Estadual Professora Edeli Mantovani fica localizada na Rua Carlos Eduardo, Quadra 17, número 770 no bairro Jardim São Paulo no Município de Sinop, CEP 78,553-531, Estado de Mato Grosso, mantido pelo Governo do Estado de Mato Grosso, através da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), sob a jurisdição da Assessoria Pedagógica de Sinop/MT.

A escola está localizada na periferia da cidade e atende mais de 12 bairros. A conservação de sua estrutura mantem-se pelo orgulho e reconhecimento de que a escola é um patrimônio de todos, sua comunidade escolar é de pessoas comprometidas com a gestão democrática e participativa.

Os Atendimentos a comunidade podem ser pelo telefone, 66 3532-2778 e E-mail: edeli.escola@gmail.com da Secretaria ou 66 3531-5249 e E-mail: escolaedeli@gmail.com da Coordenação Pedagógica. Ou ainda pelo Portal do Aluno, na plataforma http://sigeduca.seduc.mt.gov.br/ged/hwpdalogin.aspx, por uma equipe composta de 80 Professores do Corpo Docente sendo: 42 Efetivos e 28 Contratados, 01 Diretor, 04 Coordenadoras Pedagógicas; 01 Professor Articulador, 02 Professoras Sala de Recurso, 02 Professores em Readaptação, atuando no processo de Aprendizagem. Reforçam a equipe por Profissionais Administrativos: 01 Secretária, 05 Técnicos Administrativos Educacionais, 01 Técnico Auxiliar de Biblioteca, 01 Técnico do Laboratório Informática, 01 Auxiliar de AAE, que são auxiliados pelos Profissionais de Apoio Administrativo: 03 Vigias; 08 Zeladoras; 08 Técnicos de Nutrição Escolar, contam também com 04 funcionários em desvio de função: relocados 02 coordenadores de ambiente (portão), 01 AAE na auxiliar de biblioteca e 01 AAE auxiliar de Laboratórios.

A gestão da escola conta com uma equipe liderados por um Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar, eleitos democraticamente que dão suporte ao projeto pedagógico, composto por: Presidente CDCE:         Mirian Iser, Diretor: Amorézio Coelho De Souza, Secretária: Andreia Lobo Moreira, Coordenadores: Ilza Rodrigues Pereira Lucena; Mirian Iser; Sidinei Oliveira Cardoso e Sirlei Inês Dietrich Estrela, norteados pelos princípios da educação brasileira: obrigatoriedade, gratuidade, liberdade, igualdade e gestão democrática, conforme estabelecido na Constituição Federal de 1988.

A FILOSOFIA DA INSTITUIÇÃO da Escola Estadual Professora Edeli Mantovani propõe a formação de cidadãos participativos, compromissados, críticos, com capacidade criadora e com autonomia intelectual e profissional para o exercício da cidadania.  Na sua dimensão política, propõe a reflexão de ações necessárias para assegurar um ensino de qualidade, garantindo o acesso e a permanência do aluno na escola para a construção de uma nova realidade, rompendo com as resistências em relação as novas práticas educativas.

O OBJETIVO GERAL da escola: Elaborar e desenvolver um currículo de ensino partindo do conhecimento da realidade nacional, definindo intenções, suas ações e direção a ser seguida na busca do sucesso na escola, dentro das diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

E os OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Assegurar e desenvolver o direito democrático da escola nas tomadas de decisões; Propiciar um ambiente agradável para a efetivação de um trabalho coletivo;  Planejar e executar ações pedagógicas para melhorar a convivência democrática na escola; Garantir ao aluno um currículo de qualidade e assegurar os aspectos sócio culturais de outros povos e nações; Tentar compreender e buscar soluções para o problema da evasão escolar; Reorganizar as atividades com intenção de formar um aluno consciente capaz de compreender e criticar a realidade em que está inserido; Promover a qualificação de professores e demais funcionários; Melhorar e fortalecer o relacionamento da escola na comunidade em que está inserida; e Investir na formação continuada dos profissionais da educação.

A Logomarca da escola, a Flamula e cores do uniforme foram definidas pela comunidade escolar em assembleia dos segmentos dos alunos e profissionais, no ano de 2007, ano da inauguração da nova sede da escola. Todo o processo de escolha foi coordenado pela professora Maria Geruza da Silva Pradela, e fez parte do projeto trabalhado com propósito motivacional, de valorização da escola pública e para cultura da conservação do patrimônio coletivo.

No ano letivo de 2018, a escola tem 1602 ALUNOS MATRICULADOS, em cursos regulares. Os alunos estão distribuídos em 21 salas no período matutino, 21 salas no período vespertino e 7 salas no período noturno, conforme quadro abaixo:

 

ENSINO FUNDAMENTAL: 2018 =413 ALUNOS, sendo:

Vespertino:  7º ano: 97 alunos; 8º ano: 125 alunos; 9º ano: 191 alunos,

TOTAL: 413 alunos no período

 

ENSINO MÉDIO 2018 = 1189 ALUNOS, sendo:

Matutino: 1º ano: 312 alunos; 2º ano: 179 alunos; 3º ano: 175 alunos.

TOTAL: 666 alunos

Vespertino: 1º ano  : 205   alunos           ; 2º ano 60 alunos

TOTAL: 265 alunos

Noturno: 1º ano: 71 alunos; 2º ano 81 alunos; 3º ano:106 alunos

TOTAL: 258 alunos

 

EM PROGRESSÃO 2018 = 435 alunos, sendo:

 

TOTAL GERAL = 2037 MATRICULAS

 

 

SÍMBOLOS E CORES DA ESCOLA

Logomarca estilizada com o nome da Escola para estampa em uniformes escolares:

Ramos de louros: simbolizar a vitória, sobretudo nos Estudos, uma referência a um dos símbolos da Academia Brasileira de Letras.

 

  Livro / Lápis:  em fundo branco, a frente sobreposto a um livro e um lápis, assim, simbolizando a Educação e o Ensino.

 

As cores Azul e Branco, Escolhidas pelos alunos e representam suas conquistas, Azul, usada para transmitir harmonia, tranquilidade e serenidade. Branco, representa inocência, clareza, e a cor que transmite calma e ajuda a atingir equilíbrio.

A cor Vermelha, a cor escolhida pelos professores e funcionários, Esta cor quente transmite muita energia e simboliza a paixão e amor dos profissional que aqui trabalham.

O amarelo, representa a alegria, otimismo e jovialidade, representa o sol, a consagração deste trabalho, estimulo ao raciocínio e a criatividade, a cor do prédio da escola e escolhida pelo governo do estado e adotada pela comunidade.

 

Artigo produzido por José Arnaldo dos Santos.

 

Fonte: Diário Oficial Mato Grosso, Seduc-MT, Atas, Relatórios, Ordem de Serviços, Jornal, Site Só Notícias, Laudos de Vistoria Técnica, Correspondências Oficiais da Assessoria Pedagógica, Portarias do CEE/MT, Entrevista com Personagens citados.

Os comentários estão desativados.